5 sintomas de alergia à lactose que você precisa conhecer

Conhecer os sintomas da alergia à lactose é importante para te livrar de desconfortos ou problemas de saúde mais sérios. Eles estão relacionados à deficiência total ou parcial da enzima responsável por destruir a proteína do leite: a lactase. Então, se você já se sentiu estranho ao ingerir algum alimento com leite, este post é para você!

Atualmente, estima-se que boa parte da população brasileira possui algum grau de alergia aos açúcares presentes no leite. Segundo a Secretaria de Saúde do Mato Grosso do Sul, pessoas racializadas têm mais propensão à diminuição da produção de lactase ao longo da vida – o número chega a 80% da população negra adulta.

Por esses motivos, é preciso identificar se há algum grau de intolerância ao leite e, caso necessário, buscar auxílio médico. Dessa maneira, a FreeBrands vai te mostrar como identificar a alergia à lactose, quais os principais sintomas e mais. Confira tudo neste post!

Como identificar a alergia à lactose?

Só é possível identificar alergia ou intolerância à lactose com certeza após exames clínicos. Então, caso os problemas sejam recorrentes, é fundamental procurar um médico.

Mulher aperta as mãos de sua médica antes da consulta.

Além disso, conhecer quais são os exames necessários para identificar as alergias e intolerâncias podem te ajudar.

Outro ponto fundamental é procurar um padrão nos sintomas de intolerância. Ou seja, é preciso distinguir se os desconfortos surgem toda vez que você consome leite ou se trata-se de uma intoxicação alimentar.

Dessa maneira, após a identificação do padrão, é preciso procurar um médico e fazer os exames necessários. Veja quais exames podem ser realizados para identificar o problema:

Exame de tolerância à lactose

Qual a melhor maneira de descobrir uma alergia? Tendo contato com a substância, é claro. Brincadeiras à parte, o exame de tolerância à lactose é feito em um ambiente clínico controlado.

Nesse caso, o paciente ingere algum composto rico em lactose e se observa o comportamento do organismo e, depois de um tempo, faz-se um exame de sangue para analisar a quantidade de glicose.

Exame de Hidrogênio Expirado

Esta etapa pode ser feita em conjunto com a anterior. Além da retirada do sangue, o profissional da saúde vai avaliar a quantidade de hidrogênio presente na respiração, o qual é capaz de identificar alterações no sistema gastrointestinal.

Isso acontece devido à produção desse gás que ocorre quando algumas bactérias do corpo são expostas a uma substância não absorvida.

Medidor de Ácidos

Quando o corpo não é capaz de destruir a lactose, ele produz ácidos lácticos – que são os responsáveis pelos sintomas. Dessa forma, por meio de um exame de fezes é possível definir qual é o índice dos ácidos no organismo.

Biópsia do intestino

Geralmente, este exame é feito apenas em casos mais extremos. Afinal, ele é invasivo e consiste em retirar uma pequena parte do intestino e analisá-lo via microscópio para procurar células que são capazes de destruir os açúcares do leite.

Por ser uma pequena cirurgia, este é o exame menos utilizado.

Os médicos saberão quais são os melhores exames para identificar o seu problema. Além disso, com o auxílio clínico é possível definir com certeza qual é o grau do problema.

Está gostando do post? Então, confira este conteúdo sobre emagrecer fazendo cocô!

O que a intolerância à lactose pode causar?

O principal sintoma é a diarreia. Porém, existem sintomas menos comuns – como coceiras – que muitas pessoas nem sabem estar relacionados com a lactose.

Além de perceber quando surgem problemas relacionados ao consumo deste açúcar, é preciso lembrar de consumir alimentos e remédios que são hipoalergênicos.

Mulher bebendo leite em sua cozinha

Veja quais são os cinco principais sintomas de intolerância à lactose!

Diarreia

O piriri depois de consumir leite é um dos sintomas mais comuns. Inclusive, algumas pessoas até consomem alimentos com lactose sabendo que vão ter que ir ao banheiro pouco tempo depois.

pode significar viver perigosamente? Sim, e tem uma certa dose de irresponsabilidade.

Caso a diarreia surja após consumir leite, é importante não se automedicar. Porque pode se tratar de alguma outra infecção que pode piorar caso o corpo não seja capaz de expulsá-la. Nesse caso, é mais recomendado consumir alimentos que seguram o piriri.

Náuseas e vômitos

Náuseas e vômitos também são comuns depois de consumir alimentos com leite. Isso pode indicar um grau mais elevado de intolerância à lactose.

Por isso, caso estes sintomas surjam com frequência, pode ser hora de consultar o seu médico de confiança. Ele vai te ajudar a descobrir se você tem uma alergia, intolerância ou síndrome do intestino irritável.

Gases

Ter gases depois de consumir algum alimento é muito desconfortável, não é mesmo? Principalmente se isso acontece de maneira recorrente.

Nessas horas, é importante investigar quais são as causas dos gases e entender qual é o grau de alergia ou intolerância que você tem.

Homem com as mãos na barriga com dor sentado na cama

Inchaços e dores

Juntamente com os gases e a diarreia, podem surgir inchaços e dores. Em geral, elas atingem a região abdominal. Esse é um grande sinal do seu corpo avisando que tem alguma coisa errada e que precisa de atenção.

Por isso, fique de olho e entenda o que seu organismo te fala.

Coceiras e vermelhidão

As células de defesa do corpo buscam expulsar tudo que está causando mal. Por isso, apesar de ser um sintoma pouco comum, as coceiras e vermelhidão são um sinal de que o seu organismo quer te proteger e eliminar todas as causas do problema.

Estes sintomas são comuns em boa parte da população. Contudo, é preciso saber diferenciar alergia e intolerância à lactose. Continue no post e entenda!

Qual a diferença entre alergia e intolerância à lactose?

Alergia ao leite está relacionada com os mecanismos imunológicos contra as proteínas desse alimento, já a intolerância à lactose é a deficiência na produção de lactase.

Ou seja, apesar de terem sintomas similares, os dois problemas são diferentes. Em geral, a intolerância pode ser controlada com a ingestão da enzima responsável por quebrar os açúcares do leite.

Já a alergia precisa de um tratamento focado na caseína, alfa-lactoalbumina, beta-lactoglobulina, que são proteínas.

Como você viu, apenas médicos podem dar um diagnóstico exato sobre os problemas relacionados ao leite. Isso é feito por meio da identificação dos sintomas recorrentes e a partir de exames clínicos específicos.

Porém, uma vida mais saudável pode estar relacionada com a mudança de hábitos alimentares – no caso dos alérgicos – ou a exclusão total da lactose – para os intolerantes.

Os problemas do intestino podem ser muito desconfortáveis, sejam eles em excesso ou em falta. Quem está constipado, precisa tratar esse problema da melhor maneira possível. Aproveite para conferir nosso post e descubra se fazer força para evacuar faz mal.

Deixe um comentário