Grávida pode tomar chá de boldo? Entenda por que não

Sabia que grávida não pode tomar chá de boldo? Pois é.

O famoso boldo é considerado uma planta medicinal pois auxilia na digestão, diminui os gases, reduz a prisão de ventre, facilita a eliminação de toxinas e favorece as respostas imunológicas. Porém, é tóxico para as gestantes.

Esse chá fitoterápico é muito comum, então preparamos este post para informar às futuras mamães sobre os seus riscos. Conheça o porquê de não ingerir boldo, os efeitos que ele causa no metabolismo e quais chás tomar no lugar.

Por que grávida não pode tomar chá de boldo?

Porque o boldo tem ascaridol, uma substância orgânica tóxica responsável por provocar forte dor no abdômen e sangramentos intensos que podem ocasionar o aborto.

Além disso, o chá de boldo aumenta as contrações uterinas e, quando não influencia no nascimento prematuro, o bebê pode nascer com o desenvolvimento cerebral e motor comprometido.

Por isso, o Ministério da Saúde e a Anvisa não recomendam a ingestão de boldo durante a gestação. Essa contraindicação é amparada por estudos científicos relacionados à fitoterapia, saúde da gestante e saúde do bebê.

Um dos estudos de referência foi realizado na Universidade Federal de Campina Grande, em que foi comprovado o potencial nocivo de certos chás – entre eles, o chá de boldo.

Inclusive, outro indicativo de que devemos ter cuidado e nos informar bem antes de tomar essas bebidas é que a Anvisa recomenda os fitoterápicos apenas uso adulto e, em formulações especiais, para crianças acima de 6 anos.

Isso está descrito neste artigo.

Quais as propriedades do boldo, além do ascaridol?

Segundo o Programa de Pesquisas de Plantas Medicinais da Central de Medicamentos, que é uma iniciativa do Ministério da Saúde, o boldo tem propriedade analgésica, antipirética, anti-inflamatória e/ou antiespasmódica.

Falando de forma geral, ele pode sim ser benéfico para adultos e mulheres não grávidas.

No entanto, estudos farmacodinâmicos e toxicológicos também identificaram que o boldo é capaz de diminuir a motilidade (capacidade dos órgãos de serem autônomos), provocando contorções, sonolência e ptose da pálpebra.

Em casos de testes administrados de forma endovenosa (injetados na veia, diretamente na circulação sanguínea), o extrato provocou uma hipotensão (quando a pressão arterial cai e gera sintomas como tonturas e desmaios) reversível.

Este parecer técnico evidencia ainda mais a potência das ervas medicinais e como nós precisamos ter cuidado.

Às vezes, estamos apenas procurando por um cházinho para relaxar o corpo após um dia cansativo. Mas agora você sabe que sempre deve pesquisar antes de escolher a bebida!

O que acontece se uma grávida tomar chá de boldo?

A gestante pode perder o feto em formação ou, caso isso não ocorra, o bebê pode nascer com má formação. Evite e, se possível, informe os seus conhecidos sobre esse perigo!

O que o chá de boldo faz no útero?

Explicação resumida: quando o chá de boldo é consumido, o ascaridol intensifica o fluxo sanguíneo que descama a parede interna do útero.

Explicação detalhada: nas primeiras semanas de gestação, o corpo está se moldando para desenvolver o feto. É um processo bem delicado, diga-se de passagem. No meio de tantas mudanças, o óvulo fecundado encaminha-se da trompa para o útero.

Ele se fixa na parede do útero entre a 3° e 4° semana de gestação. Durante esse período, o óvulo fica muito vulnerável. E, mesmo depois de alojar-se no útero, pode acontecer a descamação da parede por influência do ascaridol – um aborto induzido.

Este é um dos efeitos embriotóxicos, abortivos e teratogênicos das plantas medicinais que foram divulgados pela Revista Brasileira de Plantas Medicinais. Veja o estudo completo aqui.

Quais tipos de chá a gestante não pode tomar?

Quem não gosta de tomar um chazinho no frio? É uma delícia. Mas o ditado popular que “nem tudo é flor que se cheira” faz muito sentido aqui! Há chás que as gestantes não podem tomar durante a gestação e a amamentação:

  • Chá de Alecrim;
  • Chá de Arruda;
  • Chá de Boldo;
  • Chá-Branco;
  • Chá de Buchinha do Norte;
  • Chá de Canela
  • Chá de Camomila Romana;
  • Chá de Hortelã;
  • Chá-Mate;
  • Chá-Preto;
  • Chá de Raiz de Angélica;
  • Chá de Sene;
  • Chá-Verde;
  • Chá de Zimbro.

Esses chás são capazes de acelerar o metabolismo, estimular a circulação sanguínea no útero, dificultar a absorção de ferro, cálcio e proteínas, prender o intestino, conter hiperacidez ou reduzir o apetite – fatores que podem ser prejudiciais às grávidas!

Portanto, converse com seu médico antes de ingerir as bebidas mencionadas!

Quais tipos de chá a gestante pode tomar?

Se você gosta muito da bebida mas está grávida, não se preocupe! Separamos algumas opções para você experimentar que são seguras para futuras mamães, veja:

  • Chá de alfazema;
  • Chá de camomila convencional;
  • Chá de capim-limão;
  • Chá de erva-cidreira;
  • Chá de erva-doce.

Todos eles têm propriedades ansiolíticas, ou seja, acalmam. Além de serem deliciosos!

E então, curtiu este post? Esperamos ter te ajudado! Olhe só outros conteúdos do blog da Free Brands que podem te interessar:

O poder do sorriso – 6 razões para sorrir todos os dias

Cromoterapia e o significado das cores: veja os principais

COMPARTILHE:

Assista ao vídeo

Cadastre seu e-mail
e fique por dentro
das novidades

Cadastre seu e-mail
e fique por dentro
das novidades