Bebê com dificuldade de evacuar: o que fazer?

Ajude o seu bebê a fazer cocô com mais facilidade!

Como os bebês são muito sensíveis ao mundo ao seu redor e ainda estão com sua imunidade em desenvolvimento, qualquer anormalidade que afeta sua saúde já é motivo de preocupação para as mamães e papais coruja, não é mesmo?

Com o funcionamento do seu sistema digestivo não é diferente – caso o pequeno esteja se alimentando em quantidades suficientes e consideráveis, ele também deve estar fazendo cocô normalmente.

bebê com cara de choro

Se você tem sentido que seu filho tem estado com inchaço, chorando por cólica e com irritabilidade, pode ser que ele esteja com dificuldades para evacuar.

Para te ajudar a resolver esse problema, acompanhe este post e entenda mais sobre a constipação intestinal infantil!

Até quantos dias é normal o bebê não evacuar?

É comum que alguns bebês fiquem até uma semana sem fazer cocô. No entanto, é preciso avaliar alguns sinais apresentados para entender se é ou não um caso de prisão de ventre infantil.

pessoa com a mão na fralda do bebê

Caso seu pequeno fique todo esse tempo sem evacuar, assim que ele o fizer, é preciso analisar o estado de suas fezes.

Elas devem ter um formato pastoso e amarelo caso ele seja amamentado por leite materno. Em bebês que se alimentam com leite em pó, o cocô se torna mais consistente, pois sua fórmula faz com que passe por mais dificuldades no processo de digestão.

Além disso, fezes com um formato endurecido e robusto, são um sinal claro de constipação.

Nesses casos, é importante analisar também o bebê ganhou peso e se sua barriguinha está inchada. Se sim, é importante levá-lo a um pediatra para verificar o caso.

Em suma, não há uma regra específica para a quantidade de vezes que o bebê deve fazer cocô, pois cada um irá desenvolver um hábito intestinal que os levará a evacuar uma ou várias vezes no mesmo dia, também há casos de bebês que evacuam em dias intercalados.

Leia também: Prisão de ventre na gravidez: causas e como aliviar

O que fazer quando o bebê não consegue evacuar?

Para soltar o intestino do bebê, basicamente, você precisa investir em um cardápio rico em fibras para o bebê se alimentar, além de mantê-lo bastante hidratado – seja com água ou com o próprio leite materno.

É bem provável que essa constipação que seu bebê vem sentindo tenha sido causada pela falta de alguns nutrientes específicos, como a própria fibra. Sua falta é um dos protagonistas do problema, causando fezes mal formuladas com dificuldades para percorrer o caminho do intestino.

O leite materno é o melhor alimento para os bebês, pois conta com tudo o que os pequenos precisam para crescer e se desenvolver com qualidade – inclusive a fibra.

Mas caso seu bebê já esteja comendo, é importante oferecê-lo alimentos como cereais, legumes, verduras e feijões que possuem altos níveis de fibra.

Além disso, frutas como mamão, couve, pera e uva também podem ajudar a resolver e prevenir o problema novamente.

Beber bastante água pode ajudar seu pequeno a evacuar com mais facilidade, especialmente quando estiver em jejum – essa dica vale para todos!

Caso seu bebê esteja chorando por conta da cólica provocada pela situação, experimente fazer massagens com movimentos circulares e suaves em sua barriga.

pessoa fazendo massagem na barriga do bebê

Tente também movimentar suas pernas em movimentos circulares, como se estivesse em uma bicicleta. Ambas as técnicas podem ajudar o bebê a expelir gases e material fecal preso.

Muitas mães recorrem ao uso de supositórios para ajudar os bebês a evacuarem, no entanto, recomendamos veemente que seu uso só seja feito apenas em último caso e a partir de recomendação médica.

Caso contrário, a medicação pode causar dependência intestinal ao organismo da criança – que ainda está em fase de desenvolvimento.

Leia também: Fezes sem cheiro é normal? Veja quando o odor pode ser um problema

Fezes verde-escuras significam o quê?

Se você passou a acompanhar as fezes do seu bebê e viu que a coloração está um verde mais escuro, é sinal de alguma anormalidade no organismo de seu bebê. São elas:

  • Alteração do tipo de leite oferecido à criança;
  • Amamentação com leite rico em lactose e pobre em gorduras;
  • Consumo de alimentos verdes;
  • Infecção intestinal;
  • Uso de antibióticos.

Dentre todos esses fatores, a infecção intestinal é o mais preocupante e um médico deve ser procurado com urgência, mesmo que seu filho já tenha se consultado em razão da constipação.

médica consultando bebê

Isso porque mesmo com a prisão de ventre, a coloração das fezes não deve possuir tonalidade verde-escura, a menos que você tenha ciência de algum dos casos que citamos.

Essa coloração é muito semelhante às fezes dos bebês na época em que ainda estavam na maternidade, quando recém-nascidos. Isso porque esse bolo fecal é acumulado durante toda a gestação. No entanto, logo nos primeiros dias, o bebê já passa a fazer cocô com a coloração normal.

Esperamos que tenha gostado deste conteúdo e que tenhamos ajudado você a entender as causas e o que fazer caso seu bebê esteja com dificuldades para evacuar.

Aproveite sua leitura para conferir nosso post sobre fezes entaladas e o que deve ser feito para se livrar disso. Agradecemos por sua leitura e esperamos você novamente aqui no blog para acompanhar nossas dicas, informações e novidades. Até a próxima!

Deixe um comentário